Av Júlio de Mesquita, 199 Campinas SP | +55 19 3254.1329 - 3253.5865

Recursos Humanos

Ginástica Laboral

Melhoria da saúde e da qualidade de vida, têm merecido destaque nos últimos anos e vem passando por mudanças de foco dentro das organizações, onde estamos acompanhando as mudanças de gestão tendo como objetivo a qualidade de vida dos seus funcionários.Investir na valorização dos seres humanos, através de programas relacionados a preservação da saúde (fumo, obesidade, stress, doenças cardíacas, sedentarismo, etc.), poderá contribuir para a manutenção da saúde dos funcionários, bem como melhorar a performance e produtividade nos processos de trabalho e criar uma relação de parceria mais transparente entre empresa e trabalhadores.

Dentre os programas ergonômicos praticados destacamos a ginástica laboral, que é um projeto de ginástica de pausa ou compensatória, podendo envolver toda a organização, e surge como uma alternativa para aliviar a sobrecarga do sistema músculo-esquelético, tendo como objetivo: diminuir o número de acidentes de trabalho; prevenir a fadiga muscular; corrigir vícios posturais; melhorar a condição física geral; minimizar ou prevenir doenças ocupacionais; melhoria nas relações humanas; reduções de custos com despesas médicas e afastamentos; incentivo a promoção da saúde, etc..

Ao contrário do que muitos pensam, a ginástica laboral é aplicada em qualquer tipo de organização, não provoca sudorese ou cansaço físico, pois são exercícios de baixa intensidade, podendo ser feita com a própria roupa de trabalho com duração entre 5 e 10 minutos por período.

A implementação do projeto requer uma profunda análise nos processos de trabalho, visando identificar, avaliar e dimensionar os movimentos e posturas requeridos das funções, além de detectar as queixas mais freqüentes de dores nos setores de trabalho.

Além da avaliação citada, é importante a participação efetiva de Recursos Humanos, da Medicina Ocupacional e das lideranças de cada área e principalmente de um especialista no programa (fisioterapeuta/professor de educação física), para que se possa alcançar os objetivos propostos.

Acompanhar e motivar os funcionários durante o programa, corrigindo e revendo posturas, além de conscientizá-los das vantagens e benefícios que a ginástica vai proporcionar, constitui-se também na base de sucesso do programa.

O acompanhamento do programa deve ser feito o mais próximo possível dos funcionários participantes para saber da evolução do seu bem estar após a prática dos exercícios programados.

Importante destacar que este programa requer uma mudança e adequação dos administradores em relação aos objetivos organizacionais e o programa de saúde, no sentido de equacionar e equilibrar as ações administrativas e produtivas.

Sendo assim, a ginástica laboral é mais uma ferramenta disponível dentro da ergonomia no sentido de prevenir as doenças ocupacionais, contribuindo para melhorar a qualidade de vida nos locais de trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *